Telebrás mapeia provedores para parceria no PNBL


provedores

.

.

Em notícia veiculada no site da Telebrás no dia 22 de novembro de 2010, dá conta que a Telebrás está mapeando os provedores de internet com vistas a aplicação do PNBL (Plano Nacional de Banda Larga). Podendo interessar, transcrevemos abaixo o teor desse artigo e suas referências.

Telebrás mapeia provedores para parceria no PNBL

“A Telebrás iniciou o mapeamento dos provedores de internet interessados em serem parceiros do Governo Federal na implementação do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). A estatal disponibilizou em seu portal um cadastro solicitando informações sobre a infraestrutura bem como sobre os serviços prestados pelos provedores.

Entre elas, cidades atendidas e capacidade de banda de internet utilizada atualmente. O formulário também apura o tipo de infraestrutura empregada, a tecnologia de atendimento aos usuários, serviços ofertados, além de informações sobre o atendimento a pontos de governo.

Os provedores parceiros da Telebrás terão que oferecer ao usuário final uma velocidade mínima de 512 kbps a um preço de R$ 35,00. Desde que o Governo Federal anunciou a lista das 100 primeiras cidades a serem atendidas pelo programa, localizadas nos anéis Sudeste e Nordeste da rede, cerca de 550 provedores já sinalizaram interesse em participar do Programa Nacional de Banda Larga.

O presidente da Telebrás, Rogério Santanna, disse que é preciso estruturar essa demanda, que já chega a 30 Gbps, e verificar quais as condições de conexão e necessidades dos futuros parceiros da Telebrás. O PNBL foi criado pelo Governo Federal, por meio do Decreto n° 7.175, de 12 de maio de 2010, com o objetivo de massificar o acesso à Internet em banda larga no Brasil.

Consiste, entre outras ações, no gerenciamento, pela Telebrás, de uma rede neutra que utilizará fibras ópticas pertencentes ao Sistema Eletrobrás e à Petrobrás, entre outros. Visa atender cidadãos, instituições do governo, entidades da sociedade civil e empresas, de modo a promover oportunidades, desconcentrar renda e incorporar os cidadãos hoje excluídos desse serviço.

Para isso, a Telebrás vai vender banda larga no atacado para operadoras e provedores de serviços na área, o que ampliará a concorrência e possibilitará a redução dos preços cobrados atualmente. O acesso ao usuário final só será feito diretamente pela empresa apenas e tão somente em localidades onde inexista oferta adequada desses serviços.

A meta do PNBL é levar banda larga de baixo custo e alta velocidade a 4.283 municípios localizados em 26 Estados, mais o Distrito Federal, atendendo a 88% da população brasileira até 2014. Assim, o Governo Federal pretende elevar o número de domicílios com Internet banda larga no país dos cerca de 12 milhões (2009) para entre 35 e 40 milhões em 2014.”

O artigo faz referência a uma segunda página com o seguinte teor:

Provedores – Programa Nacional de Banda Larga – PNBL

“O Programa Nacional de Banda Larga – Brasil Conectado – foi criado pelo Governo Federal, por meio do Decreto n° 7.175, de 12 de maio de 2010, com o objetivo de ampliar o acesso à internet em banda larga no país. A banda larga é uma importante ferramenta de inclusão, que contribui para reduzir as desigualdades e garantir o desenvolvimento econômico e social brasileiro. A difusão do acesso em banda larga representa uma série de benefícios e melhorias no dia a dia dos cidadãos, governos e empresas. Para a população, a banda larga significa mais educação, qualificação profissional, geração de empregos, lazer e cultura. Para os governos, a banda larga possibilita aprimorar a eficiência da gestão pública e ampliar os canais de comunicação com a sociedade, facilitando a criação de serviços de governo eletrônico. E, para as empresas, a banda larga está diretamente relacionada ao aumento da produtividade, à redução dos custos e à inserção no mercado internacional.

O serviço disponibilizado pela TELEBRÁS é uma solução para Provedor de Serviços de conexão à Internet.”

E por fim, mais instruções, transcritas exclusivamente da página da Telebrás:

Download

“Primeiramente faça o download do Formulário de Informações para PNBL.

 Faça o download do formulário aqui

Faça o download e preencha todos os dados pedidos no formulário corretamente, após preenche-lo você deverá reencaminhá-lo de volta para a Telebrás, clique abaixo para enviar um e-mail com o formulário em anexo, se preferir envie o formulário por qualquer conta de e-mail, anexando o formulário.

 Clique aqui para enviar o e-mail para provedores@telebras.com.br”

Fonte:

Comente